sexta-feira, 10 de maio de 2019

3 dicas para uma boa acústica em escolas.

3 dicas para uma boa acústica em escolas
Já parou para pensar no quão desafiadora pode ser a construção de um projeto arquitetônico para um ambiente onde há gritaria, corridas e risadas?
Quando a emissão de ruídos internos é alta e constante,
uma das primeiras coisas a se considerar é o cuidado com a parte sonora.
A escola brasileira é um exemplo de construção que merece todo tipo de atenção com a acústica e sonoridade.
Apesar de ser ignorado por muitos, a influência acústica no desempenho dos estudantes e professores é assunto sério.
A formação do aluno não depende apenas do educador e da metodologia educacional, mas também do espaço que ele frequenta.
Quando esse projeto é mal concebido e o tratamento acústico é desconsiderado, ele pode prejudicar o estudante, dificultando o aprendizado.
Afinal de contas, o bem-estar é prejudicado e não há boa compreensão da informação em sala de aula. Ee a falta de concentração afeta o rendimento escolar, sem contar os problemas causados pela exposição ao barulho.
No post de hoje vamos apresentar 3 dicas práticas para desenvolver um planejamento eficiente para melhorar a acústica em escolas. Confira!

Poluição sonora pode mesmo afetar a saúde?

Com toda certeza! A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica a poluição sonora como a terceira maior questão de saúde pública, perdendo apenas para os problemas com o ar e a água.
As principais consequências são percebidas por pessoas que frequentam as instituições de ensino com péssima acústica.
Em um ambiente onde há ruídos externos e intensa reverberação de sons, o professor precisa ir até o limite da voz humana para ser ouvido.
Isso significa ter que atingir uma média de 80 decibéis quando ela poderia chegar a, no máximo, 65 dB.
Além de comprometer a qualidade das aulas contribuindo para o cansaço psicológico, o esforço contínuo de projeção de voz trará problemas nas cordas vocais do professor.
Não só o profissional como todos os presentes em sala podem ter a saúde auditiva prejudicada pela excessiva exposição ao ruído por períodos prolongados.
O principal efeito é a queda no rendimento escolar das atividades de ensinamento.
E fundamental que o tratamento acústico em escolas tenha ação primordial para promover conforto e também para favorecer o processo de aprendizagem.

Como resolver o problema de acústica em escolas?

Primeiramente as administrações das instituições devem fazer é uma avaliação das condições atuais.
Com isso iniciar as modificações necessárias para eliminar a poluição sonora em sala de aula.
Para construir um ambiente mais confortável e adequado para evitar o barulho excessivo, é essencial que o projeto seja realizado por um profissional especializado em  acústica.
Um bom profissional saberá identificar os problemas de isolamento e reverberação para desenvolver um planejamento específico capaz de minimizar isolar ruídos e tratar os sons nos diversos ambientes  escolares.
Graças à variedade de soluções para isolamento térmico tratamento acústico de ambientes, algumas vezes a solução pode ser simples e rápida e já em outras, um pouco mais complexa, demandando colégio não precisará encarar uma obra um pouco mais prolongada. que vai, praticamente, refazer a construção.
Com o avanço da tecnologia, é possível encontrar ótimas alternativas para absorver e reduzir as trocas de sons e calor entre os meios interno e externo.
Se você trabalha com arquitetura ou construção civil, separamos 3 dicas rápidas para ajudar a entender as necessidades do projeto de acústica em escolas da melhor forma possível. Continue acompanhando!

1. Não fique preso à sala de aula.

O ponto de partida para um plano de isolamento acústico bem-sucedido em centros de ensino é entender que cada colégio tem uma estrutura diferente. Portanto, dedique o máximo da sua atenção para mapear de onde vem o barulho e na elaboração de um layout que proteja as salas de aula dos ruídos da
quadra de esportes, de avenidas movimentadas, entre outras fontes sonoras.
Em prédios mais antigos, manutenções na construção nem sempre são capazes de impedir que o tempo crie frestas por onde os ruídos possam atravessar, invadindo outros espaços.
Construções mais novas também apresentam problemas. Por serem feitas de lajes e paredes mais finas, são menos eficientes quanto ao bloqueio do som.
Sendo assim, faça uma busca completa. Não são apenas as salas de aula que acumulam ruídos excessivos, mas também corredores, ginásios, pátios cobertos, salas de reunião de professores, diretoria, laboratório de ciências e entre outros.
Como arquiteto, você deve saber que todo tipo de parede já possui algum grau de isolamento do som. Se você quer elevar a eficiência desse isolamento é preciso avaliar se este isolamento é suficiente para o conforto acústico de cada ambiente precisa e estudar a melhor alternativa de acordo com a estrutura atual determinada.
Com todos os locais identificados, você estará pronto para estudar as melhores soluções para resolver o problema.

2. Invista em isolamentos eficazes para paredes

Como arquiteto, você deve saber que todo tipo de parede já possui algum grau de isolamento do som. Se você quer elevar a eficiência desse isolamento, precisa estudar a melhor alternativa de acordo com a estrutura atual determinada.
Invista em drywall ou em forros e revestimentos que tenham desempenho comprovado com laudos e certificados com materiais densos. Eles são as opções mais utilizadas na criação de isolamento para reduzir a reverberação e garantir inteligibilidade acústica para impedir que o barulho reverbere em outro  nas salas de aula e outros ambientes onde a comunicação é imprescindível.
Dá para usar forros removíveis, placas acústicas coladas diretamente no teto, painéis nas paredes entre outras soluções espuma acústica, lã de vidro ou de rocha para proporcionar uma boa absorção do ruído.

3. Não ignore janelas e portas

Você sabia que janelas acústicas são capazes de proporcionar reduções sonoras equivalentes à sensação psicológica de 60 a 80% no nível de ruídos?
As janelas antirruídos têm estrutura modificada. Evitam que os ruídos de avenidas movimentadas ou do ginásio de esportes atrapalhe o andamento das salas. Em função do nível de ruído, as janelas podem ser feitas de vidros duplos ou triplos e caixilhos mais espessos feitos de PVC ou alumínio.
Já as portas acústicas das salas devem barrar os sons de conversação dos corredores e pátios, assim como as paredes. São designadas para ambientes onde há alta produção de ruído, como estúdios musicais. As portas de madeira maciça oferecem melhores resultados, mas ainda é preciso tomar
outros cuidados para se obter um isolamento acústico satisfatório. Apesar disso, elas podem ser personalizadas e instaladas em qualquer ambiente.
O tratamento acústico em escolas necessita da utilização de materiais corretos para garantir um isolamento apropriado. Mantendo e a qualidade de inteligibilidade reverberação do som em para unidades de ensino.
Como consequência, os alunos poderão ouvir a voz do professor com tranquilidade. Para o educador, os ganhos também afetam a saúde positivamente. Uma vez que ele não precisará exceder o limite da voz.
É importante que o arquiteto desenvolva um projeto com produtos e soluções economicamente viáveis, com disponibilidade e facilidade de aplicação.

sábado, 2 de dezembro de 2017

Você sabe o que é Moodboard ?

Moodboard, ou em tradução livre para o português “quadro de atmosfera”, é uma ferramenta muito usada por designers de todas as áreas para:
  • organizar e traduzir visualmente uma idéia,
  • definir um estilo e
  • criar foco.

Como fazer um Moodboard

Passo 1: Defina o objetivo do moodboard

Você pode usar o moodboard como uma ferramenta profissional, como eu, que uso para ajudar meus clientes a definirem seu estilo de decoração ou para um objetivo pessoal, como te ajudar a definir o “clima” para a sua festa de casamento.

Passo 2: Comece a colecionar referências

Referências são imagens mas você também pode usar amostras de tecido, papéis coloridos, pequenos objetos como botões e fitas, elementos da natureza, qualquer coisa que te toque e tenha significado pra você ou que expresse um sentimento ou uma sensação que você quer transmitir.

Passo 3: Escolha um suporte

Você pode optar por fazer um moodboard virtual usando o Pinterest pra colecionar e organizar suas referências, como eu faço nos painéis do MeuEstiloDecor.
Mas há algo na natureza lúdica de manipular imagens e tesouras que torna o moodboard “analógico” especial.
O suporte ideal para o seu moodboard vai depender do uso que você quer dar a ele.
Por exemplo, se você vai usar o moodboard para criar a decoração da sua casa o melhor suporte é uma pasta ou um caderno que você possa levar com você às lojas de decoração, mas se você vai usar para definir o foco de um negócio que pretende abrir, talvez seja melhor usar um painel na parede do seu escritório.
Organize as imagens no suporte de maneira que seja fácil mudá-las de lugar. Use fitas adesivas fáceis de descolar ou clipes e tachinhas (eu gosto de usar washi-tape).

Passo 5: Edite

Deixe seu moodboard (e você) “descansar” alguns dias e analise a colagem tentando entender que “história” ela conta.
O que as imagens tem em comum? Porque você se sentiu atraída por estas imagens? Que emoções elas provocam em você?
Edite o moodboard eliminando as imagens que não transmitam a sensação, o clima que você está buscando.
Consulte sempre um arquiteto: www.alfaiaarquitetura.com.br 

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se


sábado, 25 de novembro de 2017

Como Iluminar Banheiros.

Os banheiros estão ganhando decorações cada vez mais completas, onde não pode faltar uma boa iluminação que ajude a realçar o ambiente deixando o espaço agradável e aconchegante.
Como iluminar banheiros é uma dúvida comum entre aqueles que cuidam da decoração desse espaço, essas pessoas, devem seguir algumas dicas que vão levar em conta o tamanho do banheiro, sua necessidade e tudo mais decisivo para criar uma iluminação adequada para o ambiente.

6 Dicas para Iluminar o Banheiro

Cores – Para deixar o banheiro bem iluminado o primeiro passo é investir em cores claras como branco, que apesar de não ser muito prática porque suja com facilidade, é a melhor para refletir a luz e deixar o banheiro com uma boa iluminação.
Valorizar a luz natural – As janelas, além de arejar o ambiente podem deixá-lo mais iluminado, sendo assim, se o banheiro tiver janela é importante valorizar a luz natural do dia, então não use cortinas ou objetos que atrapalhem a entrada da claridade e evite box escuro.
Como iluminar – Para deixar o banheiro com uma boa claridade é recomendado usar espelhos com luzes em volta, pois, esse acessório, além de ajudar na decoração do banheiro, ainda o deixa bem iluminado, podendo até mesmo, ser suficiente para clarear por completo os banheiros pequenos. Os espelhos com luzes são recomendados especialmente se o espelho for usado para se maquiar ou fazer a barba. Banheiros maiores precisam também de lâmpadas no teto.
Melhores lâmpadas – Nos banheiros é mais recomendado usar luzes brancas, as de LED são as mais usadas atualmente, elas estão substituindo as fluorescentes que consomem muita energia, e devem ser colocadas em um ponto central do banheiro. As lâmpadas com IRC (índice de reprodução de cor) 80 e 100 são as melhores para os banheiros.
Decoração – A decoração do banheiro também conta muito na iluminação, sendo que, além do espelho, invista em acessórios como: tapetes de cores leves, objetos espelhados, cubas de vidros ou brancas, torneiras inox, entre outros detalhes que ajudarão a deixar o banheiro mais iluminado.
Evite – Certas coisas como piso, box, objetos escuros, tubos fluorescentes e paredes com cores fortes devem ser evitadas, pois, comprometem muito a luminosidade do banheiro.



Consulte sempre um arquiteto: www.alfaiaarquitetura.com.br 

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se


sexta-feira, 17 de novembro de 2017

DICA DE DECORAÇÃO: MODERNIZANDO A ESTANTE SEM GASTAR MUITO.


Quer modernizar a estante sem gastar muito? Uma dica interessante para dar novos ares à decoração sem precisar colocar a mão no bolso, é cobrir o fundo dos nichos com diferentes papéis de parede, como fez a arquiteta Andrea Murao neste projeto. Utilize sobras que você tenha em casa ou compre rolos avulsos, geralmente mais em conta. Combine as estampas entre si e pronto!

Consulte sempre um arquiteto: www.alfaiaarquitetura.com.br 

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

terça-feira, 27 de junho de 2017

Essas mesas que recriam animais saindo da água deixarão você confuso.


Decorar uma casa de forma criativa é o que a maioria quer. Felizmente, hoje em dia, o que não faltam são tecnologias, ideias e designs inovadores. E o talentoso artista Derek Pearce vai te ajudar a dar um toque mais do que especial à sua casa.
Ele criou a coleção Water Tables (Mesas D’água). Com cada trabalho custando em média $5.000,00, as mesas de centro do artista imitam animais emergindo da água. O resultado é incrível! Confira:

1.

Mesas-2

2.

Mesas-1

3.

Mesas-3

4.

Mesas-4

5.

Mesas-5

6.

Mesas-6

7.

Mesas-7

8.

Mesas-8

9.

Mesas-9

Consulte sempre um arquiteto: www.alfaiaarquitetura.com.br 

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

sábado, 24 de junho de 2017

12 construções com falhas inacreditáveis

Trabalhar na indústria da construção civil não é fácil. Além de todas as normas de segurança e padrões de qualidade exigidos, os engenheiros precisam ficar atentos aos projetos e também às atividades desempenhadas por pedreiros, ajudantes, eletricistas, entre outros profissionais envolvidos nas obras.

E o que fazer quando o projeto não sai exatamente como o planejado? Nestas 12 construções relacionadas abaixo, a natureza criativa deve ter falado mais alto, só que os resultados foram desastrosos.

Confira aqui 12 construções com falhas inacreditáveis:



1. Opa! Esqueceu a porta – De que adianta ter uma sacada sem a porta de acesso à área externa? Difícil entender!
Opa! Esqueceu a porta


2. Porta inconveniente – Nesta obra, a porta foi realmente mal projetada e não tem nenhuma utilidade.
Porta inconveniente


3. Bizarro – A instalação de um vaso sanitário na parte de baixo da pia não parece muito apropriada, não é mesmo? Como será que as pessoas faziam para usar a privada?
vaso sanitário na parte de baixo da pia


4. Lacunas da construção – Neste projeto, é provável que o empreiteiro tenha desejado inovar na construção do playground.
Lacunas da construção


5. Sem sentido – Para que serve uma esteira automática que leva para lugar nenhum?
esteira automática que leva para lugar nenhum


6. Garagem no primeiro andar – Neste projeto houve claramente um erro de execução na obra da garagem. Como será que os moradores faziam para estacionar o carro no primeiro andar do sobrado?
Garagem no primeiro andar


7. Preservando a natureza – Este é um verdadeiro projeto sustentável. O engenheiro preservou mesmo a árvore.
Preservando a natureza


8. Acessibilidade – Parece que neste projeto o engenheiro tentou aplicar o conceito de acessibilidade para cadeiras de rodas. Para descer até que serve, apesar do grande risco para os cadeirantes. Mas como faz para subir?
Acessibilidade


9. Uma escada estranha – Ao que tudo indica, segurança não foi um requisito importante na construção dessa escada. Aliás, qual será o objetivo de ter uma escada dessas em casa?
Uma escada estranha


10. Planejamento equivocado – Nesta obra, a sombra do corrimão da ponte projeta a imagem de vários pênis na calçada. Provavelmente, os engenheiros não previram este fato no planejamento.
Planejamento equivocado


11. Suporte – Neste projeto, os pilares foram projetados de um jeito estranho. Ao invés de garantirem apoio e força na parte de baixo do edifício, foram colocados na parte superior.
Suporte


12. Qual era o objetivo da janela? – Nesta obra, uma janela foi colocada justamente na área fechada pela chaminé da lareira.
Qual era o objetivo da janela?

Consulte sempre um arquiteto: www.alfaiaarquitetura.com.br 

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se

terça-feira, 9 de maio de 2017

Pastilhas Adesivas para Banheiro: Você Precisa Saber!


Se tem uma coisa que você pode fazer para dar uma renovada rápida no seu banheiro, sem gastar muito e sem se incomodar com grandes reformas é utilizar pastilhas adesivas na decoração do seu banheiro.
pastilha resinada para banheiro
Pode ser apenas nos detalhes ou em uma renovação mais destacada, o fato é que as pastilhas adesivas resinadas são absolutamente fáceis de serem aplicadas só que tem algumas considerações importantes a se fazer antes de optar por esse tipo de pastilha para o seu banheiro e neste post você vai ficar sabendo disso. Vamos lá!

Posso usar as pastilhas adesivas no banheiro?

Basicamente, as pastilhas são itens que já possuem cola adesiva e estão aptas para serem colocadas diretamente em qualquer ambiente, inclusive em áreas úmidas e expostas a água, ou seja, é possível usar as pastilhas adesivas resinadas no interior do box do banheiro ou ainda no atrás da pia. Claro que quando expostas diretamente a água a durabilidade é outra, resiste 2 anos em áreas molhadas e até 5 anos em áreas secas.
pastilhas adesivas para banheiro
Pensando em durabilidade a pastilha adesiva resinada não é a melhor solução, é obvio que as pastilhas de vidro são mais duráveis, porém, as pastilhas adesivas não demandam mão de obra especializada sendo muito mais econômicas e rápidas de aplicar.
É importante destacar que esses itens são feitos de resina de poliuretano e com adesivo de alta performance, uma vez que tem resistência contra os raios solares e contra a umidade.
Além disso, as pastilhas adesivas para banheiro podem ser aplicadas em qualquer superfície lisa, como, por exemplo: o metal, a cerâmica, o azulejo, o MDF, o vidro, entre outros.
Você pode aplicar as pastilhas adesivas em espelhos, em MDF para fazer, por exemplo, a moldura do espelho. Você pode aplicar diretamente sobre uma cerâmica, fazendo uma faixa, ou cobrindo toda a superfície da parede.
É só usar a criatividade, escolher as cores que mais combinem com o seu banheiro e aplicar!

Como é feita a aplicação da pastilha adesiva?

Você pode realizar a aplicação da pastilha adesiva por conta própria, mas precisa tomar alguns cuidados antes. O primeiro passo é verificar se a superfície está seca e sem nenhuma poeira. Além disso, a aplicação não é adequada em paredes que tenham qualquer tipo de estrago, texturas ou corrugados.
pastilhas adesivas em faixa
Ao aplicar a pastilha na parede é indicado seguir as instruções da embalagem para facilitar o produto. Normalmente, o item é fabricado com três camadas: o adesivo transparente, a pastilha resinada autocolante e uma camada de proteção a cola.
Na sequencia, você precisa tirar qualquer resquício de sujeira ou gordura da superfície escolhida com algum produto de limpeza. Logo após, passe um paninho com álcool para eliminar totalmente as impurezas.
Coloque a pastilha adesiva no lugar pretendido, pressione para facilitar a fixação e tire todas as camadas com atenção para não causar o descolamento da pastilha. Por fim, verifique se a pastilha adesiva está totalmente fixada na superfície e passe apenas um paninho úmido para finalizar a limpeza.
Pastilha adesiva resinada
As pastilhas usadas em áreas molhadas e úmidas levam até 48 horas para secar, antes que você possa tomar seu banho sem descolar as pastilhas, agora depois desse período pode tomar o banho sem se preocupar, alguns marcas de pastilhas resistem até a ação de uma máquina de lavagem por pressão (a Wap)!

Qual é o preço da pastilha resinada adesiva?

Geralmente, você pode comprar uma placa de pastilhas adesivas por um valor relativamente razoável, cerca de R$35,00 em qualquer região do Brasil. As peças tem em geral 30×30 cm, iguais a uma placa de pastilha convencional.
pastilhas adesivas para banheiro
Podem ter até 48 meses de garantia contra o amarelamento da superfície e 12 meses no que se refere ao seu descolamento da parede. Portanto, é uma maneira de mudar o visual de sua propriedade de forma simples e econômica.

Vantagens e desvantagens das pastilhas adesivas para banheiro

Como citado anteriormente, a utilização das pastilhas adesivas pode ser muito válida para quem está pensando em renovar o banheiro sem precisar quebrar os azulejos, pois a aplicação é fácil, pode ser feita por qualquer pessoa e o acabamento dispensa rejuntes.
pastilhas adesivas no banheiro
O preço também é uma vantagem, pois se comparado com uma pastilha convencional é muito mais econômico utilizar pastilhas adesivas, pois não demandam mão de obra especializada, então o custo com o serviço não existe, porém você é quem acaba tendo que colocar para ver essa economia na prática.
Como desvantagem está à durabilidade que é menor que as pastilhas convencionais, elas também não são muito resistentes a abrasão, ou seja, você não pode esfregar com esponja pois são feitas de resina de poliuretano. Produtos abrasivos como sapólio então nem pensar.
Outra desvantagem é que você não vai achar esse produto em materiais de construção, as pastilhas adesivas podem ser encontradas e compradas pela internet em site como:
  • Americanas;
  • Pastilha Resinada.com.br;
  • MMilan.net;
  • Savor.com.br;
  • Dona Cereja.com.br
É isso, se tiver mais alguma dúvida, se quiser comentar e deixar sua opinião, é só escrever ali nos comentários do ArquiDicas  e se você quer pastilhas convencionais navegue pelos nossos outros posts que tem as novidades da feira de revestimento EXPOREVESTIR 2016  e ainda ideias e fotos de banheiros decorados com pastilhas. Ok? Um grande abraço e até mais!

Consulte sempre um arquiteto: www.alfaiaarquitetura.com.br 

Quer receber mais dicas de decoração e mercado? Clique aqui e cadastre-se